Sindsaúde Bahia participa de Ato Simbólico no Morro do Cristo

Sindsaúde Bahia participa de Ato Simbólico no Morro do Cristo

O fim da tarde desta quinta-feira (20) foi marcado por um ato simbólico, no Morro do Cristo, na Barra em Salvador. O Sindsaúde-BA participou do ato ao lado das entidades que compõem o Fórum Baiano de Enfermagem: o Sindicato dos Enfermeiros/as do Estado da Bahia (SEEB), o Sindicato Intermunicipal dos Técnicos/as de Enfermagem, Técnicos/as de Enfermagem do Trabalho e Técnicos/as de Patologia Clínica do Estado da Bahia (Sintefem) e a Associação Brasileira de Enfermagem (ABEn-BA), juntas instalaram 23 cruzes no local em homenagem aos/as profissionais de enfermagem que morreram vítimas de Covid-19 durante o combate à pandemia na Bahia.

O protesto também marcou o apoio das entidades baianas à luta pela aprovação do PL 2564/20, que trata do piso salarial da classe de enfermagem e da jornada de 30 horas. Além das cruzes, faixas e bandeiras, foram distribuídas flores à população presente no local. O ato seguiu todos os protocolos sanitários recomendados.

A diretora de Comunicação do Sindsaúde-BA, Dart Clair Cerqueira que participou do ato pontuou: “O ato foi de extrema importância para trazer uma reflexão para toda sociedade o quanto o nosso trabalho é essencial, mas precarizado, com péssimas condições de trabalho, sem piso salarial e sem jornada digna, muito profissionais morreram sem alcançar essa vitória, nesse momento de crise precisamos do apoio de todos/as nessa luta”, pontou Dart Clair.

A conselheira do Sindsaúde, Ana Caria Dunham também marcou presença no ato simbólico. Ana Carina lembrou que cada vida importa. Cada técnico/a, auxiliar, enfermeiros/as e cada paciente, era o amor de alguém. Acrescentou que a classe não quer apenas aplausos e elogios, quer reconhecimento. “Neste momento especial, queremos melhores condições de trabalho e a aprovação do PL 2564. O ato no Cristo da Barra é para que cada vez mais a sociedade reconheça que somos valorosos sim, nas nossas ações e no exercício profissional, mas precisamos do reconhecimento através de um piso salarial digno e de uma jornada de trabalho justa”, conclui a enfermeira Ana Carina.

 

De acordo com a presidente do SindSaúdeBahia, Ivanilda Brito, que reforçou a defesa da PL. “Essa luta é histórica e graças as redes sociais a sociedade vem sensibilizando e apoiando os profissionais nesta luta, juntos podemos a sociedade e os trabalhadores da saúde unir forças para conquistar nossos direitos, mas precisa dessa unidade e isso, nós vamos conseguir…”, desabafa Ivanilda.

Postar um Comentário