Saúde Mental foi tema do Programa Entre Aspas

Saúde Mental foi tema do Programa Entre Aspas

Na linha de frente do combate à pandemia, os profissionais de saúde, não convivem apenas com um inimigo invisível. Estão lado a lado com o medo, a insegurança, a exaustão e a falta de preparo para enfrentar a covid-19. Diante deste quadro, muitos já apresentam problemas emocionais.

Saúde Mental foi o tema do programa Entre Aspas, desta semana. A psicóloga Camila Lula foi a convidada para falar sobre o assunto. Durante a conversa, Camila falou sobre o que é a exaustão mental, os sintomas e quando o trabalhador deve ficar atento para sobre o problema.

– O importante é o autoconhecimento. Quando a pessoa perceber que algo está errado, que há mudanças no comportamento. É importante começar a ficar atento e começar a se cuidar, explicou a psicóloga.

De acordo com pesquisa da Fundação Getúlio Vargas, 80% dos trabalhadores da saúde entrevistados sentem impactos negativos na saúde mental causados pela pandemia, sendo que apenas 19% buscaram ajuda para lidar com o problema.

Camila explicou que, diante do quadro, “seria fundamental as unidades de saúde, contasse com um profissional que possa dar atenção os trabalhadores de saúde”, e na falta deles, a psicóloga deu dicas do que podem fazer para amenizar os sintomas da exaustão.

A psicóloga esclareceu que é importante o acompanhamento de um profissional para descobrir a fonte principal do problema e o porquê da pessoa está agindo daquela maneira. “Este é um trabalho em conjunto, de parceira. É necessário que a pessoa apresente a questão, o problema, os sintomas, para que juntos possamos abrir o caminho para um melhor convívio com o fator estressante e que está causando ansiedade”, explicou Camila.

O Sindsaúde Bahia, com a implantação do projeto Sindsaúde Cuida, colocou a disposição dos trabalhadores da saúde, filiados ao sindicato atendimentos  gratuito e com hora marcada (seguindo todas as recomendações de segurança).

Postar um Comentário