Fake News no Curuzu.

Fake News no Curuzu.

Frases como:

A vacina contra o sarampo causa autismo. Bananas infectadas com aids foram encontradas no Brasil. Navio da china traz Covid19. Água gelada fecha as veias do coração. Curuzu vira hotel 5 Estrela da Saúde. Comunidade Curuzu apoia a coordenação. Todas são Fakes News, frases mentirosas.

 

Informações falsas, já desmentidas inúmeras vezes e que frequentemente voltam a ser compartilhadas nas mídias sociais e no whatsapp da comunidade para muito das vezes esconder as mazelas aplicadas e assédio moral praticado nas unidades pela Bahia.

As Fakes News têm características em comum: caráter alarmante e sensacionalista, surgem como uma novidade, incentivam o compartilhamento para grupos de amigos e familiares, não citam fontes oficiais e seguras e não trazem informações precisas ou o nome do autor do texto. Foi assim, que o SindSaúdeBahia se chocou nesta manhã de segunda-feira, 14 de setembro, com a Fake News com um card da entidade.

Convocando a comunidade para um ato na porta da UPA Mãe Ilda, no Curuzu, após diversas denúncias de assédio moral e falta de diálogo por parte da gestora, além de uma ação civil que os médicos estão movendo, nos mobilizou para chamar a atenção do desmonte na unidade.

“Não somos palhaços, desrespeito aos servidores públicos na unidade, falta de colaboração a equipe, crises internas…o que falta acontecer agora?- vamos todos os dias conversar com a SESAB, com Secretário Fábio Vilas Boas, pois, o que queremos ? – Respeito. Garanta, que a sua equipe de profissionais seja bem tratada, vale lembrar que o Secretário Fábio, ele é responsável também por todos nós servidores públicos da saúde”, desabafou Ivanilda Brito.

Durante o ato, o Sintefen, SindMed e SindSaúdeBa uniram para pedir a entidade respeito. Pelo fim do assédio moral, pare com as remoções, dialoguem com as entidades e servidores para que possamos ter de volta a excelência no atendimento que durante anos o Curuzu teve na UPA.

Postar um Comentário