Conselho do Planserv debate propostas para Telemedicina

Conselho do Planserv debate propostas para Telemedicina

A Telemedicina é uma realidade em diversos países mundo afora. Há países onde é possível só realizar o atendimento médico online, como também identificar diagnósticos e fazer prescrições a partir da eficiência de uma ambiente tecnológica. Neste momento de pandemia, onde o mundo está buscando soluções ainda mais inovadoras para agilizar desde atendimento médicos a salvar vidas a Telemedicina entra para debate e atendimento no PALNSERV, o plano oficial que cuida dos servidores públicos da Bahia.

A reunião virtual que aconteceu nesta última quarta-feira, 13 de maio, o Conselho do Planserv, com participação da presidente do SindsaúdeBa, Ivanilda Brito, o secretário da administração, Edelvino Góes e a coordenação geral, Maria do Socorro, na pauta: orçamento do plano, atendimento, proposta para telemedicina.

“Um desafio constante, o Planserv precisa atender capital e interior, cuidar e salvar nossos colegas servidores públicos temos que ter um modelo de plataforma tecnológica no ar, que atenda todas as demandas principalmente as cardíacas, medicina preventiva e saúde sexual, além de tantas outras comorbidades”, pontuou Ivanilda Brito.

“O Planserv vem buscando atender de forma imediata, fechando parcerias com diversas clínicas e parcerias com médicos por toda a Bahia para trazer qualidade desde ao atendimento clínico à alta cirúrgica, por isso, cuidar o Planserv é algo de todos os servidores públicos da Bahia por ser um plano de todos”, pontuou Conceição.

Segundo a presidente do SindsaudeBa, Ivanilda Brito, a Telemedicina é para cuidar e trazer maior agilidade nos atendimentos dos servidores públicos que reclamam da falta de atendimento no interior. “A Telemedicine proporciona dinamismo ao atendimento médico, resolve os problemas de filas em hospitais, clínicas e principalmente no SUS, ou seja,  a telemedicina tem que ser um apoio indireto ao SUS, se não for assim, não queremos”, pontuou Ivanilda.

Em meio a pandemia, o isolamento é o único meio de barrar a contaminação e novas formas de atendimento serão a única solução para cuidar da saúde dos servidores públicos.

Postar um Comentário