SindSaúdeBa reúne com Superintendente da Vigilância.

SindSaúdeBa reúne com Superintendente da Vigilância.

A Vigilância em Saúde tem como objetivo a análise permanente da situação de saúde da população, articulando-se num conjunto de ações que se destinam a controlar determinantes, riscos e danos à saúde de populações que vivem em determinados territórios, garantindo a integralidade da atenção, o que inclui tanto a abordagem individual como coletiva dos problemas de saúde.

Sendo um dos departamentos mais importantes do Estado da Bahia, o SindSaúdeBa, junto com a Comissão de Servidores (as) da DIVISA participaram de uma reunião nesta tarde, 04 de agosto, com a Superintendente Rivia Barros, assessor Cassio, diretores do SindSaúdeBa, Djalma Bastos e Laurinda Lula e a presidente Ivanilda Brito.

“Constituímos de ações de promoção da saúde da população, vigilância, proteção, prevenção e controle das doenças e agravos à saúde, abrangendo desde a vigilância epidemiológica, promoção da saúde, conjunto de intervenções individuais, coletivas e ambientais”, pontuou sobre a importância da DIVISA, a superintendente, Rivia Barros.

Nesta linha de defesa, a presidente do SindSaúdeBa, Ivanilda Brito, pontuo a importância dos servidores(as) públicos na base do Estado. “Somos o alicerce da saúde para o governo do Estado da Bahia, estamos preocupados com os rumores, mas sabemos do cuidado com a DIVISA e sua importância para a sociedade, então esse primeiro dialogo é para acompanhar e ajudar os servidores, a base do sindicato, caso aconteça mudanças repentinas que não percam nenhum direito”, explicou Ivanilda.

Nesta quinta-feira, Dia 05 de agosto – Dia da Vigilância Sanitária, vão distribuir e publicizar a Carta Aberta sobre a Vigilância Sanitária e os desafios dos servidores públicos da DIVISA.

– Apesar do papel essencial da Vigilância Sanitária (DIVISA/SESAB), na proteção da saúde dos baianos, nossas condições de trabalho vêm sendo sucateadas com a redução do número de profissionais para desenvolver as atividades, sem concurso público há mais de dez anos, redução no salário – retirada da insalubridade, e agora, o despejo da atual sede ( onde atuamos há quase 20 anos). Tudo isso sem diálogo e sem transparência.

A carta aberta será distribuída na porta da DIVISA, nesta quinta-feira, às 9horas, no ato em defesa da Vigilância Sanitária e Servidores Públicos do Estado da Bahia.

 

Postar um Comentário