Sindsaúde defende universidade e saúde públicas e de qualidade!

Sindsaúde defende universidade e saúde públicas e de qualidade!

Professores, estudantes, movimento social e os sindicatos tomaram como surpresa a declaração do governador Rui Costa de que as universidades públicas deveriam cobrar mensalidade “das pessoas que podem pagar”.
Entretanto, para os servidores públicos do estado, sobretudo os da saúde que vêm sofrendo com o descaso e a política desenfreada de terceirização e privatização da saúde pública, a declaração do governador só reforça a postura equivocada que o mesmo possui em relação à garantia dos serviços públicos essenciais previstos na Constituição.
Educação não é mercadoria. Saúde também não! Portanto, defender o pagamento de mensalidade na universidade pública, para quem quer que seja, é negar a responsabilidade do governo em garantir o direito básico à educação para todo cidadão. Esperamos que o governador Rui Costa não apresente a mesma idéia de cobrança para o SUS, que também é um dever do Estado.
O Sindsaúde defende a saúde, assim como a educação e a ciência, públicas  e de qualidade! Esperamos que o governador Rui Costa reabra o diálogo com os trabalhadores e com os representantes sindicais para discutir problemas e soluções para melhoria dos serviços públicos, a valorização dos servidores com o pagamento de reajuste linear, que vem sendo negado por sua gestão há quatro anos!