Prefeito de Santo Estêvão não recebe presidente do Sindsaúde e trabalhadores

Prefeito de Santo Estêvão não recebe presidente do Sindsaúde e trabalhadores

No último dia 20 de maio, a presidente do Sindsaúde-Ba Ivanilda Brito e servidores da saúde de Santo Estevão, estiveram na prefeitura para tentar dialogar com o prefeito Rogério Costa, após inúmeras tentativas de marcação de audiência, após a sua posse para o segundo mandato, sem sucesso.
Os trabalhadores da saúde vêm enfrentando uma verdadeira via cruscis para ter o seu direito ao Plano de Cargos Carreira e Vencimentos (PCCV) implantado. No final do seu primeiro mandato,  em 2012, o prefeito Rogério Costa aprovou o Plano, contudo não concluiu a implantação do mesmo, deixando os profissionais bastante indignados com o descaso e a falta de compromisso, pois o PCCV foi uma promessa de sua campanha eleitoral.
Na gestão do seu sucessor, Orlando Santiago, o Sindsaúde e os trabalhadores continuaram a perseguir o direito de verem o PCCV implantado e implementado, mas nada foi feito.  Foram várias tentativas para buscar uma solução, porém imperou o desrespeito e demagogia.
Durante a campanha para o segundo mandato, em 2016, o prefeito Rogério Costa voltou a clamar aos trabalhadores da saúde apoio para sua candidatura, mais uma vez, com a promessa de que iria implantar o PCCV, o que até agora não aconteceu. Ele assumiu em 2017 e, desde então, responde nenhum apelo do sindicato e dos trabalhadores.
Foram encaminhados inúmeros ofícios, solicitando audiência para tratar das diversas situações dos trabalhadores. Já se passaram três anos da nova gestão do prefeito Rogério Costa e seu compromisso de campanha não foi concretizando, o que leva os trabalhadores sentirem o desgosto e angustia dos pleitos solicitados e não respondidos de forma ética e respeitosa.
Este comportamento não surpreende o Sindsaúde-Ba e os trabalhadores da saúde, visto que a gestão de Rogério Costa vem tendo repercussões negativas na imprensa e mídias sociais.
“Tudo que os trabalhadores querem é serem ouvidos e atendidos. O diálogo ainda é o melhor caminho para promover a paz, porém o prefeito não tem tido esta sensibilidade e humanidade”, afirma a presidente do Sindsaúde Ivanilda Brito.
A presidente entende que a atitude do prefeito Rogério Costa não fortalece a gestão, não fortalece o Sistema Único de Saúde e desagrada os trabalhadores por não abrir diálogo. Diante do descaso, os servidores e sindicato vão se reunir para definir os rumos da luta.  Não podemos mais aceitar tanto descaso e desrespeito!